fbpx
11 2235.0345 | 11 95790.6699
contato@proimperio.com.br

14 abr 2020

Bone ring: técnica segura, ágil e eficaz

/
Comments0

Na Implantodontia, há muito receio quando se trata de procedimentos de enxertos ósseos para ganhos verticais. Além disso, o tratamento se estende por meses quando se trata de enxertos ósseos com implantação tardia.
 
Com o intuito de solucionar algumas dessas questões, surgiu a técnica conhecida como bone ring. O método, elaborado por Bertil Friberg em 1995 e modificada por Bernhard Giesenhagen em 2006, faz com que seja possível aumentar o osso tridimensionalmente e inserir os implantes em uma única sessão. A técnica consiste, basicamente, na remoção de um anel de bloco ósseo autógeno da região doadora, com o auxílio de trefinas, geralmente removido do mento, do palato ou da região retromolar, que é inserido e fixado no leito receptor com a ajuda de implantes.
 
Quais as vantagens de utilizar a técnica bone ring?
Podemos dizer que é uma técnica revolucionária, pois a instalação do implante ocorre concomitante ao enxerto, o que resulta num menor tempo de reabilitação. Ocorre, também, maior contato direto entre enxerto e leito receptor, por causa do preparo que é feito com as trefinas que se correspondem. Isso fornece condições ideais para minimizar complicações durante a fase de cicatrização.

A enxertia óssea e a inserção do implante ocorrem em uma única sessão, o que se torna extremamente benéfico por resultar num menor tempo de tratamento, principalmente em comparação aos métodos tradicionais, em que é necessário esperar a maturação óssea, que ocorre entre seis e oito meses; em seguida, aguardar a osseointegração dos implantes na área enxertada, o que resulta num tempo total de espera de quase um ano.

As limitações para a técnica, como toda as terapias de reconstrução óssea tridimensional, dependem de uma correta e criteriosa avaliação de cada caso clínico, pois dependerá da morfologia do defeito ósseo (avaliado por uma análise tomográfica) bem como da disponibilidade de áreas doadoras intra-orais.
 
A segurança do procedimento é primordial! Durante a seleção da região doadora para a colheita do anel ósseo, os riscos devem ser previsíveis e, portanto, exige-se uma experiência profissional adequada.

A técnica bone ring promove o aumento tridimensional do rebordo alveolar, utilizando para isso um implante osseointegrável, preferencialmente implantes cônicos, que possibilitara estabilizar um anel ósseo coletado das áreas doadoras anteriormente citadas, sobre o qual foi adequadamente preparado o alvéolo cirúrgico do implante ainda na área doadora. Outro ponto importante é o menor tempo de recuperação, possibilitando-nos reduzir o tempo clinico dedicado para a finalização da reabilitação oral.

Por fim, diante de tudo o que conversamos, sabemos que reduzir o tempo de tratamento com implantes é importante, principalmente em locais que possuem grandes atrofias e defeitos ósseos. A técnica bone ring é completamente viável para recuperação de defeitos complexos, mediante, claro, rigoroso planejamento cirúrgico e protético e seguindo os critérios de segurança predefinidos.
 
Resultados mostram a perfeita regeneração óssea e tecido mole com ausência de inflamação após seis meses de tratamento. Após dois anos, clinicamente observa-se a manutenção e a estabilidade dos tecidos peri-implantares.

PROIMPERIO_CTA_2020_02_VIDEO_CLINICO_V1_ANA

Leave a Reply